15 novembro 2005

Venda de peles de Raposa no Parque Nacional


Quem num destes domingos visite o Parque Nacional da Peneda-Gerês verá num dos seus locais mais emblemáticos, a Portela do Homem, uma inesperada exposição de peles de animais!
Um vendedor ambulante utiliza o edifício do antigo posto fronteiriço para pendurar variadas peles de animais, incluindo pelagens completas de Raposa (como documenta a foto), precisamente no local ambientalmente mais protegido do país e onde a caça é proibida.
Avisadas as autoridades competentes o individuo abandonou o local, para logo regressar no fim-de-semana seguinte...
Até quando terão os visitantes do Parque Nacional de se indignar com tão triste espectáculo?

5 comentários:

Carla disse...

que absurdo viu!! o homem é podre!

Anónimo disse...

se ninguem comprar as peles, ele tera de parar de matar raposas, pois o negocio nao rende. Nao vejo outra forma de evitar a venda de peles senao esta porque doe outra forma esses sacanas safam se sempre

Anónimo disse...

Deviam mandar prender o homem!!!
Porque assim deixara de haver rapozas em territorio Portugues

Anónimo disse...

como é possivel tal acontecer !!? e isso é legal???!

Anónimo disse...

Mais gente a falar do que nao sabe. Sim, a caça à raposa é legal e elas nao vao acabar por causa disso. O maior problema é a caça ilegal, não controlada. Não sei se no parque é ilegal, mas se for concordo com a condenação de quem o faça. Por ano são mortas milhares de raposas em Portugal, desde à séculos, e o seu numero é constante (por vezes elevado demais). O que pode afetar a especie é a perda de habitat, de que todos são responsaveis.