20 agosto 2012

Planalto do Alvão em pleno Verão


Planalto do Parque Natural do Alvão desde o Alto das Caravelas.

O calor aperta em pleno Agosto no Parque Natural de Alvão. São 10 horas da manhã e o termómetro já marca mais de 25ºC aos 1000 metros de altitude. Ao longe adivinha-se o cume do Alto das Caravelas que, com os seus 1300 metros, domina a área circundante da cidade de Vila Real.
A caminhada decorre por entre torres de aerogeradores, Tartaranhões-caçadores (Circus pygargus), pastores, cães-de-gado e rebanhos de cabras. Ao redor impõe-se um horizonte largo, de muitos quilómetros, com uma atmosfera límpida.
A surpresa estava reservada precisamente para o Alto das Caravelas, onde se escuta o distinto piar das Gralhas-de-bico-vermelho (Pyrrhocorax pyrrhocorax). Olha-se desesperadamente em volta à procura do bando que teima em não aparecer. Até que de repente, por detrás de um flanco da montanha, emergem mais de 10 gralhas-de-bico-vermelho. A última vez que as vi no maciço Marão/Alvão foi há quase 10 anos. Mas elas ainda por aqui andam, tantos anos depois e apesar dos parques eólicos. Há avistamentos capazes de nos reconfortarem...

3 comentários:

Ana Gonçalves disse...

Ainda bem que por lá continuam apesar das eólicas. Têm posto em causa muitas espécies: alcateias de lobos, abetardas, morcegos, etc...
Costumo visitar o seu blog com regularidade, é muito diverso e interessante, parabéns :)
Também tenho um mas bastante simples e com poucos artigos.

MViana disse...

Para quando a cabra montês nas no Alvão. Depois de mais de uma década com as várias populações do Gerês cada vez maiores, já se podia pensar na transferência de alguns animais para esta serra

Tiago Rocha disse...

grande Miguel Barbosa.
Estive la á pouco tempo, no Alvao, mas nas figas de Ermelo.
Continua a brindarmos com estes excelentes tópicos =)