19 julho 2006

Pinheiro-silvestre: a conífera autóctone do Parque Nacional da Peneda-Gerês


A caminhada é longa e árdua. É preciso percorrer vários quilómetros de um trilho íngreme e pedregoso para alcançar este local escondido da Serra do Gerês. Mas vale a pena: perante nós encontram-se os últimos representantes de uma época remota.
Há milênios os glaciares cobriam o topo do Gerês. O bosque, restringido às altitudes mais baixas, era constítuido por coníferas principalmente pelo Pinheiro-silvestre (Pinus sylvestris), árvore imponente de folhas perenes e tronco avermelhado. Com o fim da glaciação de Wurm e o recuo dos gelos, estes pinheiros passaram a ocupar o topo da serra, enquanto que os vales mais abrigados foram colonizados pelo Carvalho (Quercus robur).
Os pinheiros-silvestres representavam para o Gerês o que os Pinheiros-negros (Pinus nigra) representam para os Alpes. No ínicio da nossa era formariam um bosque extenso, magnífico. Com a necessidade de pastos para o gado e da madeira por altura dos Descobrimentos estas florestas foram queimadas e derrubadas, restando na actualidade apenas alguns exemplares para testemunhar a grandeza desses tempos.
Sempre que subo a um dos cumes graníticos do Gerês não consigo deixar de imaginar como seria se os vales abruptos que desfilam diante de mim ainda estivessem recobertos por estes bosques primitivos!

4 comentários:

solas_na_mesa disse...

este inverno andei pelo gerês em fantasticas caminhadas e fiquei muito triste pela pobreza da flora até num "Parque Nacional" : por entre os Eucaliptos, Pinheiros bravos e Acácias (Mimosas) quase que temos que procurar os carvalhos, as faias, os castanheiros, etc.

uma das poucas excepções que encontrei foi nas margens do rio Homem, na mata do Carviscal (acho que o nome é este) onde consegui numa breve viagem no tempo ver as matas que os nossos antepassados dispuseram.

parabens pelo site, sou visita frequente.

Ricardo
http://solasnamesa.blogspot.com/

DuK disse...

Não sei a que zona se refere, mas aproveito para dizer que a zona do miradouro da Pedra Bela, apresenta varios dos exemplares que refere, nomeadamente, e até em bom numero, o majestoso Pinheiro Silvestre, que segundo parece, esta a ser atacado por uma doença ( a das lagartixas que provocam alergias muito incomodativas) , os casulos dessas lagartixas são bem visiveis nos ramos.
Aproveito para dar a conhecer também o Blog MonteAcima e vou tomar a liberdade de colocar este nos links...
Parabens pelo, sempre valioso, trabalho fotografico e informações uteis sobre fauna e flora.
Cumps
DuK
www.MonteAcima.blogspot.com

DuK disse...

...queria dizer processionarias em vez de lagartixas . LoL

me disse...

Sendo eu uma estudante de engenharia do ambiente, numa das muitas cadeiras que tenho, os professores resolveram que todos os trabalhos que fizessemos teriam como tema geral (no caso da miha turma)o Parque Nacional Peneda-Gerês. Assim sendo lá fui eu google fazer pesquisa. Eis senão quando apercebo-me que este blog existe!! Não fazia ideia que alguem faria um blog sobre um tema como o deste!! Muitos parabéns! Adorei!!