06 abril 2006

Paisagem protegida das Lagoas de Bertiandos


A Paisagem Protegida das Lagoas de Bertiandos e São Pedro de Arcos (PPLBSPA) localiza-se a 4 Km da vila de Ponte de Lima, entre o Rio Lima e as Serras de Arga e Cabração.
Com uma área total de 350 hectares compreende duas lagoas e as margens do Rio Estorãos (afluente da margem direita do Lima), numa zona de várzea sujeita a diferentes graus de encharcamento em que predomina a vegetação espontânea autóctone. Merecem também referência as áreas de pastagens naturais, normalmente limitadas por sebes à base de folhosas, e a zona das veigas de Bertiandos e de Sobreiro onde se pratica o cultivo do milho.
Neste conjunto de meios naturais tão distintos a variedade de flora e fauna é assinalável. Estão inventariadas mais de 500 espécies de plantas, algumas pertencentes a habitats de conservação prioritária a nível europeu como as florestas de amieiros (Alnus glutinosa) em solo de aluvião. Quanto à fauna merece particular destaque a presença da Lontra (Lutra lutra), do Corço (Capreolus capreolus), Rã-ibérica (Rana iberica) e Lagarto-de-água (Lacerta schereiberi).
A melhor forma de visitar este espaço natural será provavelmente através da realização dos vários percursos pedestres sugeridos no Centro de Intrepretação Ambiental localizado à entrada da PPLBSPA junto a São Pedro de Arcos.
Deve-se realçar o excelente trabalho da Câmara Municipal de Ponte de Lima uma vez que foi graças à sua influência que esta área adquiriu o actual estatuto de protecção ambiental. Uma medida rara no nosso país que, espero, venha a ser seguida por outros elementos do poder local.

4 comentários:

Ponto Verde disse...

O escândalo do Metro Sul do Tejo em www.a-sul.blogspot.com

Joao Soares disse...

Viva Miguel
Só para informar que já coloquei um link do teu blogue no Bioterra!
Um abraço
João Bioterra
http://bioterra.blogspot.com

Anónimo disse...

Já lá estive. Vale bem a pena a visita! Parece que estamos num pequeno paraiso, longe de tudo.

eco disse...

Sim esta zona foi bem aproveitada, ao contrário de uma zona do Rio Lima uns metros a montante da ponte romana de Ponte de Lima. Esta zona é considerada sitio de importância comunitária e esta practicamente ao abandono..